Home
Introdução
Artigos
Avivamento
Curiosidades
Estudos Bíblicos
Edificação
Igreja Pedra Viva
Jóias Raras
Minhas Reflexões
Ministério Cristão
Novas de Alegria
Seleções Notáveis
Fale Comigo
Recomende
teste
Avivamento
Enviar para um amigo | Versão para impressão | Voltar |  Recomendar
O retorno de Jó
Pedro Liasch Filho

 

A Bíblia diz que Jó tinha sete filhos e três filhas. Era o homem mais rico de todo o Oriente. Tinha sete mil ovelhas, três mil camelos, mil bois e quinhentas jumentas; tinha também muitos servos a seu serviço. O melhor da história, porém, é que ele era íntegro, temente a Deus e desviava-se do mal.

Certo dia o Senhor disse a Satanás que ninguém há na terra semelhante a Jó, homem íntegro e reto, temente a Deus, e que se desvia do mal. Então argumentou Satanás: Porventura teme Jó a Deus a toa? Porventura não o cercaste de bens, a ele, e a sua casa? Mas estende a tua mão sobre ele, e toca-lhe em tudo quanto tem, e verás se não blasfema contra ti. E disse o Senhor: Tudo quanto ele tem está na tua mão; somente poupa-lhe a vida.

E Satanás arremeteu-se contra Jó e destruiu todos os seus bens. Atacou-lhe também a saúde, cobrindo-o de chagas. Sua mulher praguejou: Ainda retém a sua sinceridade? Amaldiçoe a Deus, e morra... Mas ele lhe disse: Você fala como qualquer doida; receberemos o bem de Deus, e não o mal? (Jó 2.9, 10).

Então, seus três amigos (Elifaz, Bildade e Zofar) vieram para condoer-se dele e consolá-lo. Nem o reconheceram de tanta ferida que cobria o corpo dele; e choraram, assentando-se com ele na terra, sete dias e sete noites; e nenhum deles lhe dizia palavra alguma, porque viam que a dor era muito grande (Jó 2.11-13).

Mas o tempo passa e Jó fica amargurado, lamenta a sua desdita e começa a pecar contra Deus, atribuindo-lhe todo o seu sofrimento, contrariando tudo quanto anteriormente dissera à sua mulher.

Aí, Zofar, um dos seus três amigos, faz ao patriarca uma comovida exortação para que se arrependa de seus pecados e os abandone, retomando o caminho do Senhor. Assegura-lhe ainda que se o fizer terá rica recompensa:

“Jó, vire o coração para Deus e ore com as mãos estendidas para ele. Abandone o pecado que mancha as suas mãos e não deixe que a maldade more na sua casa. Então você andará de cabeça erguida, puro, firme e sem medo. Você não lembrará dos seus sofrimentos, que serão como águas passadas que a gente esquece. A sua vida brilhará mais do que o sol do meio-dia, e as suas horas mais escuras serão claras como o amanhecer. Você viverá seguro e cheio de esperança; Deus o protegerá, e você dormirá tranqüilo. Quando você estiver descansando, nada o assustará; e muita gente virá lhe pedir ajuda” (Jó 11.13-19; NTLH).

Ora, o arrependimento de Jó (42.1-6) não só fez que o Senhor o chamasse de novo “meu servo”, confirmando a confiança que depositava nele desde o início (1.8), mas também que cumprisse a promessa de que os sofrimentos dele seriam como águas passadas, que a gente esquece, que a sua vida seria mais brilhante que o sol do meio-dia, e que as suas horas mais escuras, seriam tão claras quanto o amanhecer resplandecente.

De fato, o Senhor abençoou a última parte da vida de Jó mais do que a primeira, de tal maneira que ninguém jamais poderia imaginar, e fez com que ele ficasse rico de novo e lhe deu em dobro tudo o que tinha tido antes.

Jó chegou a ter catorze mil ovelhas, seis mil camelos, dois mil bois e mil jumentas. Também foi pai de outros sete filhos e três filhas (Jó 42.10-13). Agora, se você está pensando que, tendo recebido tudo em dobro, Jó deveria ter quatorze filhos e seis filhas, uma vez que os primeiros sete filhos e as primeiras três filhas morreram, você está enganado. É que estes se somarão àqueles na ressurreição dos mortos.

A historia ensina que o retorno de Jó ou de quem quer que seja, não reside somente na , mas também no abandono do pecado. “... Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar e buscar a minha face, e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra” (2Cr 7.14).

Enviar para um amigo | Versão para impressão | Voltar |  Recomendar